Sobre a história do chá

Sobre a história do chá

Conforto dentro de uma xícara: assim podem ser definidos os chás, que trazem inúmeros benefícios para a saúde e o bem-estar. Quem sabe é por isso que o chá é a bebida mais consumida no mundo depois da água?

Segundo a lenda, 2737 a.C. foi o ano em que surgiu o chá, quando o imperador chinês Shen Nung bebeu água fervida com folhas de árvore que haviam caído sobre o recipiente. A partir de então, o chá foi se tornando cada vez mais popular na China e ganhando espaço também em outros países.

No Japão, o chá foi levado pelos monges budistas, que estiveram na China para estudar e presentearam o imperador japonês Shōmu com a bebida. No país oriental, a “Cerimônia do Chá” (conhecida também como “Chanoyu” ou “Sado”) se tornou um dos rituais mais típicos da cultura japonesa. Na ocasião, a bebida é preparada para um convidado especial, mas a experiência não pode ser resumida apenas no consumo do chá, pois os participantes se reúnem em uma atividade que envolve todos os detalhes, como a apreciação do cômodo, dos utensílios e a decoração do ambiente. Tudo isso pautado em quatro princípios: harmonia, respeito, pureza e tranquilidade.

 

 

Outros países também adotaram hábitos com a bebida, como na Inglaterra, por exemplo, onde o chá da tarde tornou-se um costume bastante conhecido. Cada local passou a preparar a bebida de maneira diferente. No Tibete, o chá é preparado com sal e manteiga. Já na Índia, é bem comum o consumo do chai, uma mistura de chá preto com especiarias, leite e açúcar. Aqui, no Brasil, o mais consumido é o famoso chimarrão, a bebida feita com erva-mate.

Chá x infusão


Agora que passamos por alguns lugares do mundo, você sabia que há diferença entre os termos chá e infusão? Apesar de ser conhecida como chá, a infusão é a palavra correta quando a bebida é feita com ervas (como camomila, erva-doce, capim-cidreira), especiarias, flores e/ou frutas. E chá é a bebida derivada da planta Camellia sinensis, que pode originar chás preto, verde ou oolong.

Voltar para o blog